By Alessandra Tavares

Heutagogia: aprendizado de adultos na era digital

Heutagogia vem do grego heutos, que significa auto, e agogus que significa guiar. Ela surgiu em 2000, proposta por Stewart Hase e Chris Kenyon, como um novo modelo de aprendizagem. 

Ok. Mas o que é heutagogia e o que a diferencia da pedagogia e andragogia. Esses são 3 diferentes modelos de processo de aprendizagem, com objetivos, públicos e métodos bem distintos.  

Pedagogia é um modelo para que o professor conduza o aprendizado de crianças. Neste modelo, as crianças são dependentes dos professores para aprender. São eles que definem o que será ensinado e como isso será feito. 

Já a andragogia é um modelo que descreve como os adultos aprendem. Os adultos possuem vários conceitos já formados que devem ser integrados aos novos conceitos e experiências que ele irá adquirir. O professor cede lugar ao facilitador e, com isso, o adulto passa a ter uma relação de maior igualdade. O aprendizado vem pela troca de experiências e parte-se do pressuposto de que é necessário despertar interesse, necessidade e desejo do aprendiz. 

heutagogia é um processo de aprendizagem aplicado aos adultos, porém ele é autodeterminado, ou seja, o próprio aprendiz que determina o que, quando e como quer aprender usando a tecnologia. Aliás, ela está diretamente relacionada à tecnologia e informação, que proporcionam o ensino à distância (que seria como o aprendiz quer aprender, por exemplo). 

As principais fontes tecnológicas usadas pelo método para aprendizado são: 

Satélite

Transmissão por sinal digital; 

Vídeo aulas

 Aulas online gravadas; 

Internet

Para pesquisas e grupos de discussão; 

Videoconferência 

Aulas ao vivo e atividade interativas; 

Telefonia

Monitoria e call-center.

A relação aluno – aprendiz – aprendizado é o que guia e diferencia essas três técnicas, como mostrado na tabela abaixo:

 


Heutagogia no trabalho 

Pode-se dizer que a heutagogia reconhece as experiências do dia a dia como fonte de aprendizado, através de estudos informais, curiosidade ou relações interpessoais. Isso significa que, dentro do ambiente de trabalho, por exemplo, a heutagogia considera válido o aprendizado proporcionado pelas experiências vivenciadas dentro da empresa, seja com conversas ou novos processos. 

Ela, também, está relacionada com desenvolvimento de novas habilidades, o que é muito importante para o crescimento pessoal e profissional. Além disso, ela pode ser usada em desenvolvimento de programas de capacitação, treinamentos e tudo que possa contribuir para o desenvolvimento profissional dos colaboradores dentro dos objetivos estabelecidos pela empresa. 

Como não há, oficialmente, um professor, as pessoas acabam desenvolvendo uma proatividade, autonomia e capacidade autodidata. Porém, um mentor é sempre importante em alguns casos, para orientar e compartilhar conhecimento, direcionando o método para que seja o mais eficaz possível. 

Seja qual for o método escolhido, priorize sempre sua capacidade de aprendizado. Qual é melhor para você? Mais fácil? Mais acessível? Entendendo isso, seu desenvolvimento será eficaz, porque atende suas necessidades.  

E, aí? Já sabe qual é o ideal para você? 😉