By Alessandra Tavares

O setor de Recursos Humanos, popularmente conhecido como RH, é uma das áreas mais importantes dentro das empresas, afinal administra e desenvolve aquilo que faz a empresa funcionar: as pessoas. 

Com as mudanças de mercado, o RH acabou passando por algumas transformações e começou a ser visto como um ponto estratégico dentro das companhias. Percebeu-se que o setor podia ser mais explorado para outras ações, não apenas reativas.  

E é exatamente essa mudança que difere o RH operacional do RH estratégico: 

RH operacional: antigamente chamado de Departamento Pessoal, é o RH tradicional, reativo, que exerce funções burocráticas e administrativas relacionadas às pessoas, reagindo apenas ao presente. Este tipo de RH é extremamente importante para a empresa, pois se preocupa em resolver problemas rotineiros que surgem. Porém, o foco do RH operacional não está tão ligado à visão de longo prazo, nem como oferecer suporte em termos de pessoas para que essa visão seja atingida.  

RH estratégico: como o próprio nome diz, ele pensa em estratégicas para o futuro da empresa. Ele atua diretamente no desenvolvimento da organização, faz parte das tomadas de decisão para dizer se determinada ação é arriscada ou não, se é preciso contratar mais gente, se é preciso de um planejamento, um curso, engajamento da equipe e etc. Este RH é a área que olha para o negócio, qual a direção que ele quer caminhar e, em termos de pessoas, entende o que é preciso para chegar lá. A partir disso, ele começa a desenvolver práticas estratégicas de gestão de pessoas para dar suporte à empresa, para ela chegar onde precisa. 

Ambos os tipos são importantes, claro, mas é extremamente fundamental ter um RH estratégico na empresa, caso contrário ela corre um grande risco de não conseguir se estruturar para os futuros que existem, e acabar perdendo oportunidades ou posicionamento de mercado por problemas pequenos, como falta de preparo dos colaboradores ou número insuficiente de pessoas em um projeto, por exemplo. 

Ok. Mas como fazer para estruturar um RH estratégico? 


Bom, é preciso que os profissionais da área compreendam que pessoas, processos e números caminham juntos. Ao englobar isso tudo, o segundo passo é sair da zona de conforto e pensar no futuro (da carreira e da empresa). O que é preciso para ser visto como um tomador de decisão? Fazer algum curso? Então faça. O RH precisa ampliar as possibilidades, entender de negócios, estatística, estratégias, gerenciamento de crise. Pensar nos objetivos da empresa, estar preparado para problemas futuros e como soluciona-los. 

Dessa forma, tanto o RH quanto a empresa estarão preparados para um futuro promissor. E cheio de mudanças.  

Alessandra Tavares
Alessandra
About Alessandra

Sem comentários

Deixe um comentário

Para enviar seu comentário, por favor preencha corretamente a equação abaixo: *

RH: descubra como tornar o setor mais estratégico