By Redatora Ellune

Motivação: como estimular colaboradores sem gastar dinheiro

Falta de motivação no trabalho pode ser um perigo para sua empresa – e para a carreira dos seus colaboradores! De acordo com a pesquisa realizada pelo Hay Group, com 85 empresas, 31% dos trabalhadores brasileiros estão acomodados e não têm incentivo. Essa desmotivação geralmente é originada por alguns fatores básicos, que muitos chefes não se dão conta que fazem, como: falta de feedback, excesso de críticas não construtivas, salário incompatível com o resto do mercado, falta de reconhecimento e conflitos internos.

Uma das principais diferenças entre líder e chefe está na motivação da equipe. O chefe aponta o caminho e manda a equipe chegar lá, o líder vai na frente abrindo o caminho e ajuda todos a chegar lá com ele, dando o suporte necessário. É preciso que você seja um líder, não um chefe, para que sua equipe fique animada e o trabalho se torne cada vez mais produtivo e agradável.

A equipe reconhecida se envolve com as questões que dizem respeito à empresa, “veste a camisa”, sente orgulho de trabalhar lá, e, com isso, acaba fazendo mais do que as obrigações. Essa proatividade faz com que os colaboradores se ajudem, mantendo um bom relacionamento e proporcionando um ambiente agradável entre eles, propício para atividades.

Segundo a pesquisa realizada pela Right Management, em 15 países, profissionais motivados são 50% mais produtivos. Além disso, eles têm mais disciplina, se empenham com mais afinco para atingir as metas estipuladas, dão sugestões de melhorias, visam o crescimento da empresa, ficam menos estressados e com a autoestima lá em cima!

Não precisa se desesperar. Parece difícil, mas para começar o processo é bem simples. E o melhor, você não gasta nada e só tem a ganhar com isso:

#1 PARABENIZAR COLABORADORES DIANTE DOS COLEGAS

O reconhecimento é a palavra-chave da motivação. Ter o trabalho reconhecido, mesmo que seja apenas algo que faz parte da “obrigação” do colaborador fazer, aumenta a autoestima dele e o motiva a querer fazer sempre mais e mais.

#2 PERMITIR QUE OS COLABORADORES TRABALHEM EM NÍVEIS DE IGUALDADE

Quando a equipe não se sente inferiorizada perante ninguém, se junta para obter resultados melhores.  A ideia é que todos entendam que fazem parte de um mesmo time e que se ele ganhar, todo mundo ganha.

#3 PEDIR SUGESTÕES DE COMO CHEGAR EM UM RESULTADO

Eles se sentem importantes sabendo que podem ajudar a construir um projeto da empresa e se sentem úteis quando são ouvidos. E de novo, eles precisam se sentir parte importante do time.

#4 RESSALTAR OS PONTOS FORTES DE CADA COLABORADOR

Elogios à equipe incentivam um comprometimento com uma atuação cada vez melhor dentro da empresa. Isso também é importante para guiar os próximos passos e projetos.


#5 REALIZAR ATIVIDADES EM GRUPO

Festas da empresa, por exemplo, estreita o laço entre os colaboradores, diminuindo os problemas de convivência e, automaticamente, tornando o ambiente de trabalho mais harmonioso. Sem contar que momentos descontraídos quebram a rotina, diminuem o estresse e aumentam a produtividade.

Percebeu como trabalhar em um ambiente motivacional só trás vantagens para você, sua empresa e equipe? Seja o líder que seus colaboradores precisam e comece agora a praticar o começo de um futuro brilhante.

By Redatora Ellune

Pessoas super produtivas: 7 hábitos comuns

Todo mundo quer ser mais produtivo no trabalho e para isso é preciso de dedicação e disciplina. Se tornar uma pessoa super produtiva não é algo simples que acontece da noite para o dia, requer modificações em coisas que parecem banais na rotina, para que a vida se torne mais organizada e fácil de administrar. Pensando nisso, separamos 5 hábitos de pessoas super produtivas para você se inspirar.

Acho que pelo menos 2 destes hábitos vão te ajudar, e muito. Vamos lá?

#1 FAZER UMA LISTA DE TAREFAS

Ao fazer uma lista diária de tarefas, fica mais fácil de identificar o que é prioritário e urgente, além de permitir que haja uma visão ampla de tudo que precisa ser feito no dia. A lista facilita na organização do trabalho e cumprimento de prazos, também. Pessoas super produtivas não se afobam para tentar finalizar todos os itens, elas focam em um de cada vez. Afinal, está tudo planejado na listinha.

#2 PREFERIR ‘FEITO’ AO ‘PERFEITO’

Mesmo com incertezas, pessoas super produtivas continuam em frente tomando decisões. Não demonstrar dúvida e evitar balbuciar passa firmeza, e ajuda a camuflar a insegurança, que é prejudicial para os negócios. Mesmo sem ter certeza de que aquela decisão é a correta, eles preferem “feito” ao “perfeito” sempre. A lógica é simples: ficar remoendo uma tarefa ou pensando o quanto ela poderia ser feita diferente ou melhor, te deixa sem realiza-la. O que é melhor: fazer ou entregar algo bom (FEITO) ou não entregar nada porque simplesmente não deu tempo? Aqui vai um treinamento: “Feito é melhor que perfeito”.

#3 COLOCAR METAS

Pessoas super produtivas, ao começarem um projeto, definem o ponto de chegada antes mesmo do ponto de partida. Além disso, elas estabelecem metas, não só para si, mas para a equipe toda, juntamente com prazos, para organizar as tarefas e facilitar para que tudo seja entregue dentro do tempo previsto. É aquela velha história… Se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar serve.

#4 NÃO PERDER TEMPO COM DECISÕES BANAIS

Tempo é dinheiro. Esse tipo de pessoa não perde tempo escolhendo qual roupa vai usar no dia, por exemplo. Elas são práticas, escolhem a roupa na noite anterior. Usam o tempo precioso e esforço mental com coisas que realmente sejam úteis para obter um bom desempenho no trabalho. Algumas decisões não precisam ser tão demoradas e, se nos habituarmos e sermos mais práticos, começamos a investir o nosso tempo ao invés de perde-lo.

#5 EVITAR DISTRAÇÕES DURANTE O EXPEDIENTE

Pessoas super produtivas não atendem ao celular durante o trabalho, a não ser que seja uma emergência ou se o telefonema for ligado ao próprio trabalho. Além disso, desativam notificações, principalmente das redes sociais, para evitar qualquer tipo de

interrupção ou distração indesejada durante o processo produtivo, afinal, concentração demanda tempo para conseguir, mas apenas alguns segundos para perder. Você acha que não, mas a notificação que chega no seu WhatsApp de hora em hora, faz você perder pelo menos 3 segundos de foco. Ao longo do dia, isso é prejudicial.


#6 FAZER PAUSAS AO LONGO DO DIA

Pausas melhoram o foco e a produtividade. Quando você passa muito tempo concentrado na mesma coisa, chega uma hora em que você começa a exercer a função de maneira automática e menos eficiente. Pare por 5 minutos, distraia a mente, e volte ao que estava fazendo. O Pomodoro é uma ótima alternativa para te ajudar com essas pausas.

#7 OTIMIZAR A CAIXA DE E-MAIL

Use as ferramentas disponíveis no próprio e-mail, como: guias separadas por categorias (social, principal, promoção …), marcadores e favoritos. Além disso, crie uma rotina diária de acesso ao seu e-mail, para não acumular a caixa de entrada. Separe por prioridades e organize templates prontos. Vai fazer muita diferença.

E, aí? Pronto para produzir mais? 😉

By Redatora Ellune

Férias: dicas para planejar a ausência de um líder

Líder de férias. E agora?

A hora vai chegar. Líderes (Supervisores, Coordenadores, Gerentes) tiram férias. E todo mundo deve estar preparado para o caos não ser instaurado. É possível! O planejamento é necessário, assim como o treino de um sucessor. Quando uma carreira está sendo trilhada, isso é muito comum. As pessoas crescem dentro das empresas a partir de alguém que os ensina e que é treinado para assumir o seu lugar em algum momento. Se eu não preparo ninguém, nunca consigo sair de onde estou. Nem para uma promoção, nem para férias de descanso. Separamos algumas dicas que podem te ajudar bastante nesta tão temida hora…

#Dica 1 – Crie um planejamento antes de sair!

Você tem que ter um planejamento para sair de férias. Seja você quem vai tirar férias ou quem vai aprovar as férias para um líder. É necessário pensar e planejar tudo o que vai ser feito e como vai ser feito.

#Dica 2 – Eleja um substituto!

Se você é o líder que vai tirar férias, você precisa ter alguém para te substituir – pode ser alguém da equipe, um novo líder, um par ou até mesmo seu chefe. Precisa ser alguém que fique no seu lugar, responsável pelas suas atividades e responsabilidades. Você deve treinar e orientar esta pessoa. E não se esqueça de criar uma dinâmica para saber tudo o que foi feito na sua ausência. Assim, você volta por dentro.

#Dica 3 – Prepare o seu substituo!

Na hora de preparar alguém, tenha muito cuidado e ”ensine” tudo com muito carinho. Afinal, é o bom andamento da sua equipe que está em jogo. Antes de sair de férias, delegue tarefas e acompanhe a execução para entender quais outros apoios serão necessários para que seu substituto esteja pronto na sua ausência. Como já diriam alguns inteligentes por aí, ninguém é insubstituível e sim, treinado.

#Dica 4 – Entenda se um novo líder é necessário ou não!

Você precisa parar para pensar sobre o nível de maturidade da sua equipe. Se ela for mais madura, souber caminhar um pouco mais sozinha e trabalhar de maneira produtiva, talvez não seja necessário que um novo líder seja designado.

Agora, se a equipe não é tão madura e precisa de um pouco mais da gestão, talvez seja uma boa ideia nomear um novo líder. É importante que essa pessoa seja empoderada como líder neste período. A equipe deve ser avisada. Neste momento, essa nova figura é quem vai responder pela pessoa que está de férias.

#Dica 5 – Prepare a equipe!

Vamos deixar claro as responsabilidades, atividades, entregas e prazos de cada um. É importante que fique claro quem vai assumir qual projeto e quem vai responder por qual atividade. Além disso, o cuidado para que duas pessoas não se ausentem ao mesmo tempo, deve existir (se isso for impactar o trabalho, é claro).

#Dica 6 – Crie sistemas visuais de gestão de tarefas!

Normalmente, isso funciona muito bem. É possível criar quadros visíveis para toda a equipe e assim, todos sabem o que está sendo feito, por quem está sendo feito e como está o andamento daquela tarefa. Dessa forma, a equipe consegue ter um bom nível de planejamento e comunicação.

#Dica 7 – Crie um canal de comunicação eficaz com a gerencia!

É importante que a equipe se sinta livre para procurar os níveis superiores caso tenha algum problema. E, mesmo sem problemas, a gerencia deve se mostrar presente e aberta para sugestões e considerações. Neste período de ausência do líder, todos se sentem um pouco desamparados e isso pode ajudar a reduzir essa sensação.

Coloque as 7 dicas em prática e nos conte como foi o resultado. Com certeza, realizando tudo isso, as férias de todo mundo serão mais tranquilas.

Boa sorte!

By Redatora Ellune

Ambiente de trabalho: como ele pode influenciar na produtividade

Olhe ao seu redor… Como é seu ambiente de trabalho? Você já deve ter reparado nas diferentes sensações ao entrar ou passar algum tempo em determinados lugares. Uma sala de espera de um consultório, um escritório de advocacia ou até mesmo uma loja de roupas. Não importa o espaço em que você esteja, o que você vê influencia diretamente na sua percepção da marca, além de gerar essas diferentes sensações de acolhimento, limpeza, tranquilidade, seriedade, etc…

O exterior tem grande impacto no interior de uma pessoa. Vários estudos mostram que em dias nublados, por exemplo, as pessoas se sentem mais tristes e indispostas. Um ambiente de trabalho desorganizado e malcuidado causa esse tipo de reação nos colaboradores e ainda pior, uma falta de credibilidade aos olhos do cliente.

O ideal é que o ambiente da sua empresa, tanto a mobília, quanto o design, transmitam a mensagem que você quer passar e o seu real objetivo.

Em uma agência de publicidade, por exemplo, onde as pessoas precisam ser criativas, é legal ter um espaço mais colorido e descontraído para ajudar no processo criativo. Empresas como o Google e o Facebook investem em ambientes descontraídos e de descompressão, para que as pessoas possam reduzir o nível de estresse e aumentar a produtividade. Quando você tem essa harmonia na arquitetura, no mobiliário e nas próprias regras da empresa, é muito mais fácil que os objetivos sejam atingidos.

Se você tem um escritório de advocacia, por exemplo, ocupe o espaço com móveis sofisticados que deem a ideia de seriedade e organize toda a papelada em armários, afinal, essa sensação de organização gera um conforto tanto no funcionário, quanto no cliente. Mais um exemplo: quando você trabalha com programas de autodesenvolvimento e de autoconhecimento, você precisa que a outra pessoa se sinta à vontade para conseguir uma abertura. Onde você se sentiria melhor para compartilhar suas experiências? Em um ambiente convidativo, amigável e que transmita confiança, ou em uma sala fechada com uma decoração escura? Pense sobre isso…

O espaço, nesses casos e na maioria deles, é um fator importantíssimo. Trabalhar num ambiente bonito, onde a pessoa sente prazer em estar, influencia naturalmente na produtividade e na vontade dela ficar naquele lugar, e também no orgulho de fazer parte daquilo. Uma dica simples é começar pela organização do seu ambiente de trabalho: separe o que é útil do que não é; tenha um lugar para cada coisa; mantenha tudo limpo; padronize algumas práticas que você entende como saudáveis e crie uma autodisciplina para seguir esses pontos constantemente.


Ficou empolgado para melhorar seu ambiente de trabalho? Aqui estão algumas dicas que vão ajudar na produtividade:

Tenha por perto referências inspiradoras

Use fotos de coisas que você gosta, que te deixam feliz. Elas vão melhorar seu humor, manter sua mente criativa e ainda deixar o ambiente com a sua personalidade.

Luz natural melhora a disposição

O sol revigora e dá uma sensação de alegria, tira aquela ideia de trabalho em um lugar fechado.

Bagunça e sujeira são sinônimos de negatividade

Um ambiente caótico, torna sua rotina caótica. Você fica perdido, desorganizado, o que atrapalha muito na produtividade! Dizem por aí que o ambiente é o reflexo da mente, e vice-versa.

Tenha uma área de lazer

Pausas estimulam a criatividade e a produção, use a área de lazer para trabalhar, mudar os ares para variar um pouco e sair do modo automático que não é nada produtivo.

Que tal começar agora? 🙂

By Redatora Ellune

3 dicas para aguentar o estresse do fim de ano

Fim de ano é igual pra todo mundo. Correria para lá e para cá. Na empresa, em casa, no shopping, nos almoços e claro, no seu departamento. Isso se repete há anos e toda essa confusão está, geralmente, associada às demandas de última hora e à falta de um bom planejamento, num curto período. Nos seus próximos planejamentos do ano, tente lembrar que dezembro é o nome desse mês caótico e assim, deixar sempre menos coisas a serem feitas.

A primeira dica, então, para aguentar o estresse do fim do ano é: planejamento. Organize suas tarefas antes do mês começar e tente adiantar o que for possível. Você já sabe que seu cliente fará demandas de última hora, então deixe um espaço em dezembro apenas para esta finalidade. Você vai perceber que as coisas vão caminhar melhor durante o mês, evitando o estresse tão rotineiro do fim de ano.

O segundo ponto importante é o financeiro. É preciso estender o planejamento também para o seu bolso, seja você chefe ou funcionário, ainda mais pensando em dezembro e janeiro, quando começam as cobranças de impostos. O fim de ano já costuma ser uma época em que gastamos mais dinheiro, com presentes, festas e viagens de férias…. Então já separe, durante o ano, o dinheiro que será gastos com essas finalidades, seja com os presentes da família, seja com o décimo terceiro dos seus funcionários.

Por fim a terceira dica é: CELEBRE. Isso mesmo! Agradeça pelas suas conquistas, pelos seus erros e também pelos seus aprendizados deste ano. Encerrar um ciclo faz parte do começo de um outro que está por vir. Celebre e será mais fácil começar um novo ciclo, com mais esperança e trabalhando ainda mais por uma empresa melhor.

Viu como é possível dar conta de tudo? Apenas respire fundo, organize-se e aproveite dezembro! 😉

1 2 3
Motivação: como estimular colaboradores sem gastar dinheiro
Pessoas super produtivas: 7 hábitos comuns
Férias: dicas para planejar a ausência de um líder
Ambiente de trabalho: como ele pode influenciar na produtividade
3 dicas para aguentar o estresse do fim de ano