By Alessandra Tavares

Eneakids: você sabia que não é só para pais?

Quando a gente escuta a palavra “Eneakids”, a primeira coisa que vem à mente é: criança. O que de certo modo está correto, mas o Eneakids não trabalha as crianças que você convive (como filhos, sobrinhos e afins) e sim aquela criança que está adormecida dentro de você, que acaba dizendo muito sobre essas crianças que você convive e/ou educa hoje em dia. O Eneakids olha para a SUA criança, a que você FOI.  

Ao crescer, é comum deixar coisas de lado e não permitir que elas ganhem vida enquanto adultos, mas muitas dessas coisas são carregadas ao longo da vida e começam a ser projetadas nas relações interpessoais – com adultos e crianças. 

O Eneakids ajuda, então, a olhar para todas essas coisas guardadas e entender lá no início da sua vida, qual era a criança que você deixou adormecer aí dentro, de que modo ela reflete nas pessoas com quem você se relaciona. Isso tudo através da compreensão de como uma personalidade é formada, o que acontece na infância de cada tipo, como os pais são vistos pelas crianças de cada tipo, entre outros pontos. 

A partir do momento em que você começa a ter essa percepção e resgata essa criança que você foi, sua relação e convívio consigo mesmo e com os outros melhoram muito! Por isso o Eneakids não é só para pais, professores ou pessoas que lidam diretamente com o desenvolvimento infantil. É para pessoas que procuram se entender melhor e se desenvolver. Claro que a técnica pode ajudar na criação das crianças, afinal, entendendo a formação de personalidade e instintos nas etapas da infância, fica muito mais fácil de ajuda-las a se tornarem adultos desenvolvidos e não apenas uma projeção de outra pessoa. 


O Eneakids permite que as pessoas entendam que toda criança tem um tipo de personalidade, uma ordem de instintos e que há motivos e fases para a formação disso tudo. Por isso que a técnica não é feita para crianças, porque elas nasceram do jeito que deveriam, o problema que reflete no desenvolvimento delas está nos adultos. A técnica é para eles, que precisam entender a infância deles primeiro para depois proporcionar o melhor para todo tipo de relação ao redor. 

Muitas pessoas que fazem o Eneakids costumam falar a seguinte frase na semana seguinte ”Mudou a minha vida”.  

E aí? Você está pronto para resgatar essa criança que existe dentro de você e mudar a sua vida também? 😉  

By Alessandra Tavares

Subtipos: e se eu te contar que não são 9, são 27?

Quando o assunto é Eneagrama, é comum ouvir que é uma técnica de autoconhecimento composta por 9 tipos de crenças (ennea = 9). O que realmente é verdade, mas será que são só 9 mesmo? Você já deve ter ouvido falar que, dentro do Eneagrama, há, além dos 9 tipos, os instintos sexual, social e autopreservação, que juntos compõem os subtipos.  

Calma! Parece complexo, mas vou te explicar melhor. 

O subtipo nasce da alquimia que acontece entre o tipo e o instinto dominante de cada pessoa. Toda pessoa tem o seu tipo e os 3 instintos: social, sexual e autopreservação. Um dominante, um reprimido e um secundário.  

Por exemplo, um tipo 4 que possui como instinto dominante o sexual é chamado de 4 subtipo sexual. Isso ocorre porque a maneira que o instinto se comporta em cada pessoa varia muito de acordo com o tipo, e vice-versa. 

Para facilitar, vou explicar um pouco de cada instinto, ok? 

O QUE SÃO INSTINTOS? 

Instintos são reações automáticas e inconscientes, ligadas ao cérebro mais primitivo. O que determina o grau de energia desses 3 instintos é algum trauma sofrido, geralmente na primeira infância.  

Os instintos podem ser: 

  1. Dominante: a falta de algo é compensada pelo excesso; 
  1. Secundário: tende à normalidade, pode ser alto ou baixo dependendo da situação; 
  1. Reprimido: a falta de algo é compensada pela desistência dele. 

 QUAIS SÃO OS INSTINTOS? 

  • Autopreservação: preserva pela sobrevivência, geralmente é organizado, cético e cuidadoso com a saúde; 
  • Social: se preocupa com o bom convívio social e se importa com a opinião e aceitação do todo, geralmente valoriza status e tem maior tolerância aos conflitos; 
  • Sexual: cria vínculos mais profundos, é mais intenso e gosta do relacionamento 1 à 1. Não se preocupa com a opinião dos outros e pode ser agressivo dependendo do grau de energia. 

A maneira como esses instintos vão agir em cada pessoa, depende do nível deles e do tipo da pessoa.  


27 SUBTIPOS 

Se existem 9 tipos no Eneagrama, com 3 instintos cada um, a conta é simples: 3 x 9 = 27 subtipos! 

Por exemplo:  

Subtipo 1 sexual: a palavra que o define é ciúme; 

Subtipo 4 sexual: a palavra que o define é competição;  

Subtipo 7 social: a palavra que o define é sacrifício; 

Subtipo 8 social: a palavra que o define é amizade. 

E assim por diante…

Cada subtipo tem características únicas em cada tipo e em cada grau de energia. Lembrando que, assim como um doente não precisa ter todos os sintomas para estar doente, você não precisa se identificar com todas as características de determinado instinto para identifica-lo como dominante ou reprimido. 

Ao estudar os instintos separadamente, de início é difícil saber de primeira qual é o seu, mas ao analisar os subtipos tudo fica mais claro. Com isso, você aumenta ainda mais seu nível de autoconhecimento e começa a perceber como seus comportamentos e ações fazem ainda mais sentido!  

Legal descobrir como o Eneagrama é muito mais do que parece e proporciona experiências incríveis, né?  

E você, já sabe qual é seu subtipo? 😉   

By Alessandra Tavares

Eneagrama: como ele mudou a minha vida?

O Eneagrama das Personalidades é uma das mais eficientes técnicas de autoconhecimento ao redor do mundo. Isso você já sabe, mas e na prática? Como fazer para aplicá-lo no dia a dia? Como ele muda a vida das pessoas? Será que tem grande influência na rotina ou é apenas uma simples mandala de 9 tipos? 

Bom, só de você se esforçar para se conhecer na descoberta inicial do seu tipo, você já começa a mudar. Você muda o olhar que tem sobre si, de que forma o seu tipo influencia na sua vida, em quais âmbitos, quais são as influências negativas e positivas dele, etc. Depois, ao descobrir instintos e os caminhos de desenvolvimento, a mente clareia ainda mais e você passa a ser mais cauteloso nas ações, perceptivo no que acontece com você e ao seu redor.  

Você passa a se desenvolver aos poucos e sua vida ganha outro rumo!  

“Ok, Alê, falar é fácil. Eu quero ouvir de quem já passou por isso!” 

Tudo bem, tudo bem, eu trouxe alguém aqui para te contar na prática como o Eneagrama mudou a vida dela. Ela se chama Gabriela Infanger, é uma jornalista tipo 9 que abriu o coração sobre a experiência que teve no mundo do autoconhecimento: 

 

Procurei o Eneagrama para me ajudar na gestão de pessoas quando fui promovida à coordenadora. Achei que seria interessante ter uma ajuda profissional para entender se eu estava fazendo tudo certo e o que poderia ou não ser melhorado. 

Eneagrama me ajudou muito, não só na parte de gestão de pessoas, mas na parte pessoal também. Aprendi a respeitar mais os outros e as minhas próprias vontades, aprenda falar não e, quando não consigo, encontro caminhos para que pessoa entenda que aquela não é a única solução. 

Aprendi, também, a ajudar os outros no sentido de que todo mundo tem pontos fortes e fracos. Passei a pensar em maneiras de equilibrar isso para transformar pessoas, por exemplo, para melhorar o trabalho em equipe. 

No âmbito profissional, consegui ajudar a minha equipe a enxergar mais os pontos fortes que possui e mostrar o quanto cada um deles pode ser mais feliz se buscar o autoconhecimentoFoi aí que comecei a indicar o Eneagrama para todos ao meu redor, porque realmente me ajudou muito!  

Em relação aos meus instintos, que são social dominante e autopreservação reprimido, passei a entender como eles podem influenciar tanto na minha vida. Eu tive uma hérnia na coluna e hoje vejo que, se eu tivesse cuidado mais de mim e olhado para meu instinto reprimido um pouco antes, não teria tido todos os problemas de saúde que tive e as complicações com a hérniaJá o meu social dominante influenciou muito quando fiz uma transição de carreira, porque eu só me preocupei com a equipe que eu estava deixando para trás, não com o dinheiro ou o trabalho em si. E foi muito difícil para uma social sair do meu grupo, ainda é, mas estou aprendendo a melhorar nesse quesito também. 

Outro ponto que foi importantíssimo na minha vida foi a minha capacidade de perceber como é fundamental eu ter a minha própria opinião e ir em frente com elaComo é preciso aprender a falar não e, mais ainda, como eu aprendi depois de um longo caminho de desenvolvimento. Hoje eu percebo que tenho muitos pontos fortes e que posso e devo me valorizar mais!” 

Eu lido com pessoas em desenvolvimento o tempo todo e relatos como esse são muito comuns! O que é satisfatório, afinal esse é o objetivo: transformar pessoas para que encontrem o melhor de si e se tornem esse melhor através do autoconhecimento.  


Você percebe agora como o Eneagrama é transformador?  

Você se sente ponto para mudar? 😉   

By Alessandra Tavares

Eneagrama – Deu Match tipo 3

O tipo 3 é conhecido como o emocional menos emocional da tríade, já que não sabe lidar com os sentimentos. Como será que os outros tipos do Eneagrama da Personalidade lidam com isso nos relacionamentos interpessoais?

  • Tipo 3 + 1

Forças: Ambos possuem competência, performance, foco, correção e competição;

Fraquezas: Tensão, irritação e honestidade do tipo 1 vs foco, estresse e imagem do tipo 3;

  • Tipo 3 + 2

Forças: Ambos são indispensáveis, dedicados, se preocupam com aprovação e imagem;

Fraquezas: Emoção e atenção do tipo 2 vs trabalho e performance do tipo 3;

  • Tipo 3 + 3

Forças: Ambos possuem interesse, competitividade e preocupação com a imagem;

Fraquezas: Ambos não demonstram emoções, são objetivos e focam do obstáculo até a concretização;

  • Tipo 3 + 4

Forças: Ambos se preocupam com a imagem e se suportam mutuamente nas diferenças;

Fraquezas: Aceitação das emoções e necessidade de atenção do tipo 4 vs repulsa das emoções e foco na competitividade do tipo 3;

  • Tipo 3 + 5

Forças: Ambos têm liderança natural, economia verbal e entendimento natural;

Fraquezas: Distanciamento, linguagem silenciosa e introversão do tipo 5 vs intimidade, emoção e sugação de energia do tipo 3;

  • Tipo 3 + 6

Forças: Antecipação e ironia do tipo 6 juntamente com otimismo e humor do tipo 3;

Fraquezas: Precaução, segurança e medo do tipo 6 vs objetivo, ação e enfrentamento do tipo 3;

  • Tipo 3 + 7

Forças: Diversão, atração e entusiasmo do tipo 7 juntamente com os objetivos e preocupação com a imagem do tipo 3;

Fraquezas: Insucesso, encantamento e superficialidade do tipo 7 vs alta rotação e comprometimento do tipo 3;

  • Tipo 3 + 8

Forças: Ambos possuem pouca habilidade emocional, focam na ação e acreditam que a união faz a força para atingir resultados;

Fraquezas: Proteção, comando e fuga do tipo 8 vs emoção e alto ritmo do tipo 3;

  • Tipo 3 + 9

Forças: Reconhecimento do tipo 9 com a sede de “palco” do tipo 3;

Fraquezas: Inércia e indecisão do tipo 9 vs raiva e ansiedade do tipo 3.

Incrível como o relacionamento é capaz de ajudar no desenvolvimento de cada tipo, através das diferenças, não é? 😉

1 2 3 4 5
Playlist de cada tipo
Eneakids: você sabia que não é só para pais?
Subtipos: e se eu te contar que não são 9, são 27?
Eneagrama: como ele mudou a minha vida?
Eneagrama – Deu Match tipo 3